Tudo sob controle [100 anos sem você - 3/5]

Relacionamento sob controle total

Uma vez, alguém me disse que na vida, se não queremos cair nas armadilhas do pecado, é preciso guardar as avenidas da alma. Mas o que isso significa? Se sou sincero, eu acho que se refere a tudo aquilo que chega através dos nossos sentidos.

Hoje em dia, em todos os momentos, através das redes sociais e os meios de comunicação, somos bombardeados com todo tipo de informação. Grande parte dessa informação tem a ver com cenas de violência, discriminação ou pornografia, que prejudicam o nosso cérebro e o costuma a entender essas coisas como aceitáveis.

Pode parecer um pensamento antiquado, mas no fundo não parece mais sábio se afastar daquilo que pode nos ferir?

Nos relacionamentos, às vezes podemos cair no erro de nos deixar levar pelas palavras ou rostos bonitos, guiados mais por uma paixão do que por um amor sincero que implica compromisso e fidelidade.

Vemos uma sociedade muito acostumada a usar e jogar fora.

Se agimos desta forma, é fácil que com o tempo, ao nos relacionarmos com outras pessoas, sintamos atração e nos deixemos levar. Esquecendo as palavras que um dia dissemos e as feridas que podemos estar deixando na outra pessoa.

Segundo a Bíblia, para Deus isso é brincar com os corações e eu considero algo muito grave. Por isso, tanto Lhe pedi a cada dia para que me ajude a ser capaz de controlar as minhas emoções e alimentar minha mente de forma que não me prejudique e não me faça perder o controle da minha vida.

Tanto você quanto eu, somos responsáveis pelos nossos atos e decisões. Embora, às vezes, nos vejamos incapazes, com a ajuda de Jesus podemos controlá-los. Ele sempre estará disposto a nos dar a força que nos faz falta. A pergunta é: Queremos contar com a sua ajuda?

Texto adaptação:
Série espiritual, com uma mensagem adventista, baseada no livro de Ellen G. White «Cartas a Jovens Namorados», comemorando o centenário de sua morte.

Comentários